[ Todas as peças são da autoria de JOANA CAETANO. Não use os conteúdos do blog sem autorização do autor. Por favor NÃO COPIE. Obrigada.]

translate

SOBRE MIM



O meu nome é Joana Caetano. Nasci em Castelo de Paiva, no grande ano de 1980. Sempre gostei de desenhar, pintar e de tudo que estivesse relacionado com as artes manuais. Estudei Artes Visuais na Escola Artística Soares dos Reis e uns anos depois, um bocadinho à sorte, entrei no curso de Design de Cenografia na ESMAE.  Tiro certeiro (ou não!). 


Apesar de gostar muito de cenografia, a minha tendência era gostar das coisas mais pequenas como os  adereços, as marionetas, outros objectos e técnicas de escalas menores. Fiz assistência de cenografia e adereços para várias companhias do Porto, entre elas, o Teatro de Marionetas do Porto, o Teatro Nacional de S. João e o Teatro da Palmilha Dentada - a esta última companhia, ainda dou uma mãozinha quando posso!


Em meados de 2009, não satisfeita com a incerteza de um ordenado e um trabalho fixo, optei por criar o meu próprio projecto. 

Ao  meu projecto aliei, o gosto e a paixão que sempre tive pelas artes e ofícios tradicionais e assim nasceu a Jubela.
O nome vem de uma brincadeira criada em tempos por amigos e que acabou por se tornar numa marca registada.
Nesse mesmo ano, fiz um workshop de bordado de Guimarães e este sim, foi o tiro mais certeiro que poderia ter recebido (salvo seja!). Desde essa altura, nunca mais parei de bordar e sobretudo de experimentar e procurar novas formas de aplicar o bordado para além do tradicional.
A minha base foi o bordado de Guimarães, mas rapidamente alarguei o leque para outros estilos.
Procurei livros, entendi os pontos, tudo com muita experimentação e sobretudo picadas de agulhas!



A inspiração do meu trabalho é o resultado do meu dia-a-dia. Procuro os motivos, as técnicas e os materiais com as pessoas, as viagens e os lugares  que vou conhecendo. Mas também encontro inspiração em músicas, em cantigas (as que a minha mãe me cantava e que  agora as canto eu em casa), em azulejos, em tascos, nas feiras, nos bailes, nos livros que procuro ou que por acaso encontro, ou até mesmo no lixo, o melhor sítio para se encontrar/respigar 'tesouros'.







Ainda tenho muito por aprender e por isso acho que a Jubela é um projecto em constante evolução. 


Recentemente e a par deste projecto, dou formação de pontos de bordado, experiência que tem vindo a ser muito trabalhosa e enriquecedora.

Tenho como projectos para o futuro: tocar e ter um cavaquinho, tocar melhor e ter um ukulele, dançar num rancho folclórico, aprofundar e desenvolver a grande paixão que tenho pela ilustração, desenvolver ainda mais a técnica e a arte do bordado e relacionar a Jubela com tudo isto!